Investimentos em novos negócios geram impacto positivo na economia brasileira

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Uma pesquisa realizada pela Global Entrepreneurship Monitor (GEM), mostrou que o país teve o segundo melhor desempenho de empreendedorismo em 17 anos, desde quando começou a ser medido. O índice mostra que são mais de 52 milhões de brasileiros envolvidos de alguma forma com uma atividade empreendedora. Existem diversos motivos que explicam este número expressivo. Primeiro, com a crise que assolou o país durante bastante tempo e diminuiu as ofertas de emprego, muitas pessoas viram no empreendedorismo uma oportunidade para entrar no mercado e crescer, de acordo com o próprio potencial. Além disso, a internet traz uma plataforma bem democrática, fazendo com que seja mais fácil abrir uma empresa ou encontrar um negócio que seja valioso e esteja à venda. E enquanto é claro que a economia tem um grande impacto nos novos negócios, o mesmo ocorre na direção contrária.

Como os novos negócios impactam a economia?

Um dos principais impactos dos investimentos em novos negócios é a geração de empregos. Especialmente os negócios locais empoderam a comunidade ao redor, trazendo mais empregos para aqueles que moram na região. Por exemplo, em um período de nove meses no ano passado, as micro e pequenas empresas foram responsáveis por mais de 80% dos novos empregos criados no Brasil. E essa geração de empregos significa um impacto muito positivo na economia. Com mais pessoas trabalhando, mais giro na economia é gerado, fortificando-a. Por isso, os investimentos em novos negócios têm um impacto direto nessa percepção e neste crescimento. Existe também a questão do empoderamento do empreendedor. Atualmente, são vários os exemplos de pessoas que abrem empresas, ou que compraram o seu negócio e fazem muito sucesso. Com isso, outros sentem que isso é possível e seguem o mesmo caminho, começando um novo ciclo de empreendedorismo.

Os benefícios para a sociedade

Mas o maior vencedor dos investimentos em novos negócios são os próprios consumidores. Os novos negócios têm mais espaço para arriscar e inovar, ao contrário das grandes empresas. Parece contraditório, mas as grandes empresas têm muito medo de inovar, para não perder a sua posição no mercado. Pelo contrário, os novos negócios que competem com as grandes empresas precisam inovar, para trazer um diferencial e se destacar no mercado. Felizmente, existe muito espaço para a competição dentro de um país, por conta de novas oportunidades de negócio.

A economia e as novas oportunidades de negócio

O Brasil apresenta uma incrível disponibilidade de negócios, com muitas oportunidades que ainda não são totalmente exploradas. A Quero um Negócio (https://blog.queroumnegocio.com.br/negocios-e-oportunidades-como-escolher-um-bom-negocio-para-este-ano/) disponibiliza uma plataforma de compra e venda de negócios em diversos segmentos, que exemplifica a grande gama de oportunidades a serem exploradas. Isso fica claro também nos números. Em 2018, o Brasil teve um número recorde de empresas formalizadas, foram mais de 2,5 milhões de novos negócios. Dentre os setores, o de alimentação fica em primeiro lugar, com mais de 8% das empresas. Mas, de nada adianta a criação de tantas empresas se os consumidores não estão dispostos a gastar. Felizmente, este é o caso. Segundo uma pesquisa da CNC, o público está com uma intenção de compra maior do que em períodos anteriores. Existem alguns motivos que explicam isso. Primeiramente, o país passa por uma instabilidade inflacionária que não era vista há um bom tempo. Durante certo período, a inflação era o “terror” do brasileiro, sendo pauta de muitas notícias.

Atualmente, a inflação deve se manter controlada, de acordo com as expectativas do Instituto de Pesquisa de Economia Aplicada (IPEA). Quando a inflação é alta, a moeda perde consideravelmente o seu valor, o que acaba impedindo a compra por parte da população. Como a inflação está sob controle, o país apresenta um bom momento para a compra. Isso porque, com a estabilidade, o consumidor se sente mais seguro, o que resulta em mais facilidade para planejar e fazer as compras.

A alta da inflação também afeta as empresas. Muitos investidores preferem deixar o dinheiro em outras aplicações, mais seguras, ao invés de colocar em uma aplicação mais prática e que dependa de um mercado instável. Com a estabilidade, as empresas recebem mais investimento, podendo usá-lo de inúmeras formas. Outra grande oportunidade que o mercado traz para as empresas investirem em novos negócios é o valor da Taxa Selic. A taxa básica da economia brasileira, que regula o valor dos juros, caiu para apenas 5%, o valor mais básico que ela já teve desde que começou a ser usada como indicador da economia, em 1999.

Isso traz muitas mudanças para o consumidor. Primeiramente, os valores de juros mais baixos naturalmente incentivam o consumo, pois o cartão de crédito acaba tendo um pagamento menor. Além disso, estes juros mais baixos também resultam em valores melhores para financiamentos e empréstimos. Este é exatamente o objetivo pelo qual o Banco Central baixa os juros. A expectativa é que os consumidores se sintam mais seguros e empoderados financeiramente para comprar mais. Com isso, as empresas, que também podem conseguir juros menores, têm mais incentivo para investir e crescer. Por exemplo, é possível fazer um empréstimo para adquirir um equipamento, comprar um novo negócio ou expandir uma nova unidade. No momento em que os juros estão mais altos, é mais eficaz investir de forma mais segura. Os investimentos em novos negócios se transformam em novos empregos, e com isso as pessoas podem gastar ainda mais e assim por diante. Esta é a roda da economia, que precisa de investimento para girar.

Encontre o negócio ideal para você

Ficou claro que as oportunidades para empreender e impactar o país são inúmeras. A busca por empreender e criar novos negócios é tão grande, que surgiram empresas especializadas exatamente em ajudar os empreendedores a encontrar o seu negócio. É o caso da Quero um Negócio. A empresa é um grande marketplace de negócios à venda, com mais de 14.000 negócios cadastrados e um número ainda maior de empreendedores que busca comprar o seu negócio e investir em uma empresa. E isso é muito importante para fazer o crescimento da economia no país. Além de gerar mais empregos e mais impostos, ainda estimula o consumo e faz o recurso circular. Tanto as empresas como as próprias pessoas passam a ser mais produtivas, contribuindo para um país que mostra sinais de sair da crise.

Blog Quero um negócio

Comentários no Facebook